segunda-feira, janeiro 30, 2006

Hay mañanas en las que me levanto con frio














"Uma rosa depois da neve senão for para arder de que serve?"