sábado, março 26, 2005

Sancha e os seus casos de amor à palavra

Um dia entrou-nos casa a dentro uma Mulher com os olhos cheios de poesia e uma braçada de objectos raros.

Ora espreitem:

Aqui nas nossas estantes ou em http://www.criarte.pt/.
Também tem um blog (http://criar-te.blogspot.com/) e observa-nos sempre desde longe, da cidade em que habita. Sim, porque a cidade que a habita é outra distinta daquela.

No que faz nota-se-lhe a alma.




"no dia que fiquei cego
decidi ser fotógrafo"

Al Berto.




"no teu amor por mim
há uma rua que começa"

de Ruy Belo
com fotografia de Duarte Belo